Clube do Técnico | O que é um Inversor de Frequência?

O que é um Inversor de Frequência?

O que é um Inversor de Frequência?

É um equipamento para se controlar com precisão torque e velocidade de um motor trifásico quer seja a partir de uma entrada de alimentação monofásica, quer seja a partir de uma entrada de alimentação trifásica é através de um inversor de frequência.

Conceito – dispositivo eletrônico que transforma energia elétrica CA fixa (tensão e frequência) em energia elétrica CA variável, controlando a potência consumida pela carga.

No caso específico o inversor de frequência é utilizado para controlar a rotação de um motor assíncrono. Isto é alcançado através do controle micro processado de um circuito típico para alimentação do motor composto de transístores de potência que chaveiam rapidamente uma tensão CC, modificando o valor “RMS” e o período. Ao controlar a rotação o motor, flexibilizamos a produção da máquina que é acionada pelo motor de indução.

Vantagens de se usar inversores de frequência

  • Substituição de variadores mecânicos;
  • Substituição de variadores eletro- magnéticos;
  •  Automatização e flexibilização dos processos fabris;
  • Comunicação avançada e aquisição de dados;
  • Eliminação de elementos de partida pesada e complicada;
  •  Instalação mais simples;
  •  Aumento da vida útil do maquinário;
  • Evita choques mecânicos (trancos) na partida;
  • Redução do nível de ruído;
  • Excelente regulação de pressão e vazão;
  • Economia de energia (demanda e consumo).

 

Lembramos que 51% da energia elétrica gasta na indústria é usada para alimentar os motores. Podemos então ver a importância de se dimensionar corretamente nossos motores e de reduzir ao máximo a potência consumida otimizando os meios de controle e de processo.

Como especificar um inversor;

 

  • Potência e tensão do motor;
  • Tipo de máquina (ventilador, bomba, esteira, elevador);
  • Ciclo de trabalho da máquina (tempo para partir, rodar e parar);
  • Quantidade de operações por hora (ou minutos ou dias);
  • Tempo de aceleração e desaceleração;
  • Inércia da máquina;
  •  Velocidade mínima e máxima;
  • Comando de 2 fios ou 3 fios;
  •  Referência de velocidade (rede, sinal analógico, velocidade pré-selecionada, “step – logic”, velocidade fixa abaixo de 60 Hz, potenciômetro);
  • Acionará acima de 60 Hz;
  • Tipo de parada (inercia, rampa, frenagem CC);
  •  Resistor de frenagem? Dimensionar ohms e watts;
  • Temperatura ambiente;
  •  Usará contator na entrada ou na saída?
  • Comunicação serial (devicenet, controlnet, ethernet, DF1, RS485);
  • Ruído eletromagnético (o inversor tem marca CE, tem filtros externos);
  • Harmônicos (analisar o impacto do inversor na instalação elétrica);
  • Instalação elétrica - Aterramento e blindagem de cabos; Montagem em painel existente, novo, dentro de gaveta de CCM?
  • Proteção elétrica (fusível, disjuntor, nível de curto – circuito).

Baixe o ebook de Comandos Elétricos

Curso Online


ENDEREÇO


FORMAS DE PAGAMENTO


AFILIAÇÕES




FACEBOOK