Clube do Técnico | Como se comportar em uma entrevista de emprego? BEGIN JIVOSITE CODE {literal}

Como se comportar em uma entrevista de emprego?

Como se comportar em uma entrevista de emprego?

Quando se trata da maneira como se comportar em uma entrevista de emprego, alguns pontos são importantes antes do tão esperado momento. Não se esqueça revisar seu currículo e imprimir uma cópia para entregar ao entrevistador; esse é um ponto importante e é sempre bom tê-lo a mão, pois no momento da entrevista a pessoa pode não estar com seus dados e isso facilitará o processo.

É importante também se preparar para a entrevista, conhecer um pouco sobre o trabalho da empresa e que tipo de funcionário a mesma necessita. É importante sempre lembrar do motivo pelo qual a entrevista está sendo feita, claramente é uma necessidade da empresa naquele cargo/setor, dessa forma esteja preparado para perguntas técnicas.

Algumas dicas de como se comportar:

COMO SE VESTIR

Colocar uma roupa exata para todas as entrevistas é quase que impossível, mas é importante que o candidato identifique qual o tipo de vaga ele está concorrendo. O bom senso neste momento é a melhor dica. Vista-se de acordo com a vaga e também de acordo com a empresa, algumas vezes roupa social pode ser entendida como fora do contexto, mas em outros casos não, na dúvida opte sempre pelo sport fino, assim não ficará muito fora do contexto.

PONTUALIDADE

Primeiramente a pontualidade é algo a ser observado e pode servir como ponto decisivo na hora de selecionar o candidato; entendemos que imprevistos acontecem, mas tente se organizar de forma a evita-los. Chegar apressado ou encima da hora pode deixa-lo mais nervoso e agitado e isso pode comprometer na hora da entrevista.

TEMPO DE ESPERA

No momento em que aguarda na recepção ou sala de espera, tente sentar-se confortavelmente, não ande de um lado para o outro, isso pode demonstrar impaciência ou pressa. Se estiver nervoso tente se controlar emocionalmente, tenha clareza de coisas que te acalma e faça isso se sentir que precisa.

SEJA VERDADEIRO

No processo de seleção de pessoal temos basicamente 2 partes: a empresa e o candidato. A empresa ao planejar a contratação especifica que tipo de profissional deseja ter em seu quadro de funcionários. Para tanto, elabora um Perfil da Vaga. Este perfil é desconhecido do candidato, ou seja, o candidato não sabe muito sobre o que a empresa espera dele a não ser dados básicos como a função a ser desempenhada, talvez o salário e a hora de expediente.

Como o candidato não sabe tudo o que a empresa quer dele naquela vaga, a melhor estratégia é ser verdadeiro. Ser, agir e dizer como se é de verdade. Inventar características, fingir ser diferente, fazer como um ator que representa um papel nunca dará certo.

E não dá certo porque os profissionais que fazem os processos seletivos acumulam em pouco tempo uma larga experiência e sabem logo reconhecer o que é verdade e o que é mentira. No processo total, também são aplicados testes, dinâmicas e, dependendo da complexidade da vaga, outras entrevistas. Se o candidato mente na entrevista ou mente no teste, a diferença nas duas avaliações ficará clara.

CONHEÇA OS SEUS PONTOS FORTES E SEUS PONTOS FRACOS

Na medida em que são feitas muitas entrevistas em um único dia, o entrevistador geralmente não dispõe de muito tempo para se dedicar a uma pessoa. Por isso, há pouco tempo para você mostrar quem é. Algo muito comum em entrevistas de emprego é perguntar quais são seus pontos fortes e fracos e o que você pode melhorar

E, de novo, vale a regra: seja verdadeiro. Não tente copiar outras pessoas, atribuindo a si mesmo características que não são suas ou que estão na moda. É muito frequente as pessoas dizerem que eram proativas, alguém pode ser sim proativo, mas ouvir isto milhares de vezes é sinal de que há uma cópia, um ouvir falar e repetir…

Tente levantar a respeito de si mesmo, 5 características positivas e 5 negativas. Não fique com medo de mostrar o que você ainda está trabalhando para melhorar. É comum acontecer de a pessoa ser contratada por identificar em si características negativas. Como dito, o candidato não sabe o que a empresa espera dele, em termos do perfil profissional. E ser verdadeiro e conhecer-se é a melhor forma para se conduzir em uma entrevista.

IMAGINE QUE VOCÊ JÁ CONSEGUIU A VAGA

É comum quando fazemos algum tipo de avaliação, ficarmos nervosos ou ansiosos. Isto acontece no vestibular, em concursos públicos e também em entrevistas de emprego. Ao sermos avaliados, ficamos pensando o que pode acontecer, qual será o resultado, se iremos bem ou mal, etc. O jeito, então, é pensar positivo!

Imagine com todos os detalhes que você já conseguiu a vaga, que já está dentro da empresa e que a entrevista é só um detalhe a mais. Como quando somos contratados e passamos pelo exame médico – na maior parte das vezes apenas uma formalidade.

Ao se imaginar trabalhando, dentro da empresa, você ficará mais autoconfiante e conseguirá dizer e se expressar com mais firmeza. Caso você apresente muito nervosismo ou ansiedade, pode ser interessante procurar a ajuda de um psicólogo(a).

SE NÃO FOR CONTRATADO

Claro que pode acontecer de você não ser selecionado para a vaga. E a recusa da empresa pode ter diversos significados. Primeiro, você não sabia direito o que a empresa queria, fica claro que a empresa não queria um perfil como o seu e isto não é ruim. Segundo, a recusa da empresa pode se dar pelo fato de você ter um perfil “superior” à vaga. Geralmente, quando a pessoa não é selecionada pensa o pior, porém, é muito frequente o inverso. Em diversas seleções, há currículos e experiências profissionais que estão além do que a empresa pediu.

A dica se você não foi contratado é usar a experiência adquirida e seguir em frente. Tentar outras vagas e outras empresas, seguindo as dicas anteriores:

Curso Online


ENDEREÇO


FORMAS DE PAGAMENTO


AFILIAÇÕES




FACEBOOK